You are currently browsing the tag archive for the ‘beleza’ tag.

(Com Kant e William Carlos Williams)

Lu Menezes (*)

No século das luzes, assombrou um luminar da razão
que até no fundo do oceano, “onde o olho humano
raramente chega”
chegasse a beleza
Hoje
– com nosso olhar extra-humano
em troncos rochas seixos nuvens
em vasos sanguíneos
mergulhando
fundo
– tão fundo que via mapas
de Sherezades-geômetras
chegamos
ao âmago, aos mananciais
de arabescos fractais
– hoje – mais
que a própria
serpenteante beleza recém-nascida
(proliferando sob medida
de transbordante em transbordante represa
refreada e incontida)
– intriga é que ela ostente, a cada auto-
semelhante salto
da sua correnteza de surpresas,
essa razão
inesgotável, uma razão
obsessiva como se
não de um século – e sim
de todos, de tudo,
“do duro cerne da beleza”
jorrassem já as luzes

(*) Lu Menezes, maranhense, é autora de “Abre-Rosebud” (7 Letras). Adoro esse poema e, como me deparei novamente com ele ao revirar meu arquivo, coloco aqui pra vocês.

Páginas

julho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Acessos

  • 41,951 hits